Seguidores

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

A Ordem do Tosão de Ouro

Àqueles que lerem esta entrada, certamente estranharão o fato de neste Blog de Cavalaria, que somente se trata da Religião de São Lázaro, se mencionar uma concessão de outra Ordem de Cavalaria, porém explicarei isso sem embargos, ocorre que a Ordem do Tosão de Ouro não é apenas outra Ordem de Cavalaria, é a principal Ordem de Cavalaria do Mundo.


Fundada em 10 de janeiro de 1430, por Felipe III, Habsburgo, Duque da Borgonha (o Ducado da Borgonha é o antigo nome do Reino da Bélgica) para celebrar seu casamento com a Princesa Infanta de Portugal Isabel d'Aviz. Dedicada a proteção de Santo André Apóstolo, que até hoje é seu padroeiro.

Dês de sua fundação a Ordem do Tosão de Ouro ocupa o imaginário dos amantes da Cavalaria. Entre seus membros somente estão personagens da Alta Nobreza  européia, Reis, Príncipes, Duques e Condes foram os agraciados com este alto colar. Diferente das demais Ordens de Cavalaria, a Ordem do Tosão de Ouro possui um grau único, o de Cavaleiro do Grão Colar. Felipe III queria com isso demonstrar, nem que de modo fictício, que todos os membros dessa Ordem, fossem eles Reis, Condes ou Barões, enquanto utilizassem o Colar da Ordem, seriam todos iguais.

A Ordem, dês de sua fundação, é uma Ordem Dinástica, não ligada ao território onde seu Grão Mestre exerça Soberania. Foram Grão Mestres da Ordem:


I Felipe III, de Habsburgo, Duque da Borgonha (1430-1467)
II Carlos, O Temerário, Duque da Borgonha (1467-1477)
III Maximiliano I, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1477-1482)
IV Felipe IV, de Habsburgo, Duque da Borgonha (1482-1506)
V Carlos V, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1506-1555)
VI Felipe II, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1555-1598)
VII Felipe III, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1598-1621)
VIII Felipe IV, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1621-1665)
IX Carlos II, de Habsburgo, Rei da Espanha (1665-1700)

Com a morte sem herdeiros de Carlos II, da Casa de Habsburgo, nasce uma disputa pela Soberania da Ordem. A Casa de Habsburgo, alegando (com toda a razão) que a Ordem é uma Ordem Dinástica, deve continuar a pertencer a Casa de Habsburgo, independente de quem seja o Soberano da Espanha, já que a criação da Ordem se deu na Bélgica, não na Espanha.
Já a Casa de Bourbon, que receberam o Trono da Espanha por determinação do próprio Rei Carlos II, alegam ter também direitos sob ela, pois assim estaria ligada ao Trono da Espanha.

Dessa  forma existem hoje dois Grandes Magistérios da Ordem, um junto à Casa Imperial de Habsburgo, outro ligado à Monarquia da Espanha. Vale-se lembrar que a relação entre os dois Magistérios da Ordem é há muitos anos de cordialidade e mutuo reconhecimento.


Ramo da Ordem do Tosão de Ouro da Casa Imperial de Habsburgo
 Foram Grão Mestres da Ordem:

I Felipe III, de Habsburgo, Duque da Borgonha (1430-1467)
II Carlos, O Temerário, Duque da Borgonha (1467-1477)
III Maximiliano I, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1477-1482)
IV Felipe IV, de Habsburgo, Duque da Borgonha (1482-1506)
V Carlos V, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1506-1555)
VI Felipe II, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1555-1598)
VII Felipe III, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1598-1621)
VIII Felipe IV, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1621-1665)
IX Carlos II, de Habsburgo, Rei da Espanha (1665-1700)
X Carlos VI, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1700-1740)
XI Francisco, Duque de Lorena, marido da Impratriz Maria Teresa I, de Habsburgo, (1740-1765)
XII José II, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico  (1765-1790)
XIII Leopoldo II, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1790-1792)
XIV Francisco II, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1792-1835)
XV Fernando I, de Habsburgo, Imperador da Áustria e Rei da Ungria (1835-1848)
XVI Francisco José I, de Habsburgo, Imperador da Áustria e Rei da Hungria (1848-1916)
XVII Bem-Aventurado Carlos I, de Habsburgo, Imperador da Áustria e Rei da Hungria (1916-1922)
XVIII Otto de Habsburgo, Arquiduque da Áustria, Príncipe Imperial da Áustria, Príncipe Real da Hungria, da Boêmia, da Croácia, da Eslovênia, da Dalmácia, da Galícia, da Valínia e da Ilíria (1922-2011)
XIX Carlos de Habsburgo, Arquiduque da Áustria, Príncipe Imperial da Áustria, Príncipe Real da Hungria, da Boêmia, da Croácia, da Eslovênia, da Dalmácia, da Galícia, da Valínia e da Ilíria (2011-?)


É reconhecida como sendo o Ramo mais tradicional da Ordem. Entre seus Cavaleiros somente estão Católicos Romanos, que pertençam a Alta Nobreza e a Realeza da Europa.


O Ramo Espanhol
Foram Grão Mestres da Ordem:

I Felipe III, de Habsburgo, Duque da Borgonha (1430-1467)
II Carlos, O Temerário, Duque da Borgonha (1467-1477)
III Maximiliano I, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1477-1482)
IV Felipe IV, de Habsburgo, Duque da Borgonha (1482-1506)
V Carlos V, de Habsburgo, Sacrossanto Imperador Romano Germânico (1506-1555)
VI Felipe II, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1555-1598)
VII Felipe III, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1598-1621)
VIII Felipe IV, de Habsburgo, Rei da Espanha, de Portugal e do Brasil (1621-1665)
IX Carlos II, de Habsburgo, Rei da Espanha (1665-1700)
X Luís I, de Bourbon, Rei da Espanha (1724)
XI Fernando VI, de Bourbon, Rei da Espanha (1746-1759)
XII Carlos III, de Bourbon, Rei da Espanha (1759-1788)
XIII Carlos IV, de Bourbon, Rei da Espanha (1788-1808)
XIV Fernando VII, de Bourbon, Rei da Espanha (1808-1833)
XV Isabel II, de Bourbon, Rainha da Espanha (1833-1868)
XVI Alfonso XII, de Bourbon, Rei da Espanha (1874-1885)
XVII Alfonso XIII, de Bourbon, Rei da Espanha (1886-1941)
XVIII Juan de Bourbon, Conde de Barcelona (1941-1977)
XIX Juan Carlos I, de Bourbon, Rei da Espanha (1977-?)

Nestes últimos dias, o Rei Juan Carlos I da Espanha concedeu a Ordem do Tosão de Ouro ao Presidente da República Francesa Nicolay Sarkozy, cujo Brasão d'Armas segue:

Em nenhum outro lugar do mundo a Imperial Ordem do Tosão de Ouro é tão amada e lembrada como na Itália. Sempre ligada ao Ramo Habsburgo, ou como chamam, Casa Imperial, são numerosos os círculos e centros de estudo, dedicados a esta Ordem.

Um comentário: