Seguidores

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ

Proponho hoje a vocês, Heróico Leitores deste Blog de Cavalaria, a Mensagem a nós enviada por DOM FARÈS MAAKAROUN, Arcebispo da Igreja Católica Apostólica Greco Melquita, que como todos sabem representa o Rito Oriental dentro do Ceio de nossa amada Igreja Católica Apostólica Romana.


Dom Farès Maakaroun é Cavaleiro da Ordem Militar e Hospitalária de São Lázaro de Jerusalém, e representa no Brasil o Patriarca Gregório III, da Igreja Católica Greco Melquita.

Exaltação da Santa Cruz:
A Cruz é o Símbolo Supremo do Amor.

O Filho de Deus tornou-se vulnerável, assumindo a condição de servo, obedecendo até à morte e morte de Cruz” (Fil. 2,8).
Quando o pecado entrou no mundo e, com ele, a morte, a criatura, amada de Deus, não perdeu totalmente sua Beleza: Ao contrário, recebeu um Amor Maior: “Ó feliz culpa que nos mereceu um tão Grande RedentorÉ o Cristo Ressuscitado que cura as feridas e salva os filhos e filhas de Deus, salva a humanidade da morte, do pecado e da escravidão das paixões. Deus poderia ter escolhido outros caminhos para nos salvar, mas escolheu o Caminho da Cruz, do Sofrimento. “Como é admirável possuir a Cruz! Quem A possui, possui um Tesouro!

É pela Cruz, de Nosso Senhor Jesus Cristo, que estamos salvos. O instrumento de suplício tornou-se fonte de Vida, de Perdão, de Misericórdia, sinal de Reconciliação e de Paz.
Nós sabemos que, no tempo de Jesus, a Cruz consistia numa haste vertical fixada no chão e uma trave horizontal, que era carregada pelo condenado até o local do seu suplício. O condenado era preso na trave e era levantado. Jesus carregou a trave horizontal de Jerusalém até o Monte Calvário, local de Sua Morte. Nós, também, Discípulos de Jesus, precisamos estar dispostos a carregar a nossa Cruz, acompanhados de Cristo, com a certeza da Vitória Final, da Ressurreição.
Para ser curados do pecado, olhamos para Cristo Crucificado!” Levantando os olhos para o Crucificado, adoramos Aquele que veio para assumir, sobre Si, o pecado do mundo e dar-nos a Vida Eterna.

A Cruz convida-nos a dar Graças a Deus, porque de uma árvore que trouxera a morte surgiu novamente a Vida. É sobre este Madeiro que Jesus nos revela a Sua Soberana Majestade, nos revela que Ele é Exaltado na Glória. Sim, “Vinde, adoremo-Lo!”. No meio de nós, encontra-se Aquele que nos amou até ao ponto de dar a Sua Vida por nós, Aquele que convida todo o ser humano a aproximar-se d’Ele com confiança.
Todos nós somos chamados a mostrar o Rosto de um Deus que Ama, manifestado em Jesus Cristo. Saberemos nós entender que, no Crucificado do Gólgota, a nossa dignidade de filhos de Deus, ofuscada pelo pecado, nos foi restituída? Voltemos o nosso olhar para Cristo. É Ele que nos fará livres para amar como Ele nos ama e construir um mundo reconciliado. Pois, nesta Cruz, Jesus tomou, sobre Si, o peso de todos os sofrimentos e injustiças da nossa humanidade.

O Caminho da Cruz, também, se torna um Caminho de Luz, Caminho de Ressurreição. Quem quer seguir Jesus, precisa negar a si mesmo, pegar a sua Cruz, do dia a dia, e segui-Lo. O Discípulo de Cristo precisa segui-Lo em todas as circunstâncias, não só nos momentos alegres, mas também nos de dificuldade. Precisamos assumir a nossa Cruz e seguir Jesus oferecendo nosso sofrimento, em união com a Cruz d'Ele.
Toda a nossa Glória está na Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo. N'Ele está a nossa Salvação, Vida e Ressurreição. Por Ele fomos salvos e livres.

Amém! Aleluia!
Dom Farès Maakaroun
Arcebispo da Igreja Católica Apostólica Greco-Melquita no Brasil, Cavaleiro da Ordem Militar e Hospitalária de São Lázaro de Jerusalém.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário